sexta-feira, 1 de julho de 2011

Fernet-Cola

Fernet-cola fernet com coca-cola
Fernet-Cola, com Fernet 1882.
           O fernet-cola é um trago bastante tomado na Argentina e no Uruguay. A primeira vez que tive contato com ele foi por volta de 2005, na Ferrugem, uma praia catarinense que fica cheia de argentinos no verão. Eu e meus amigos fizemos amizade com umas meninas argentinas; apresentamo-lhes a caipirinha brasileira, e elas, o fernet-cola. E eu vou confessar para vocês agora: achei a coisa mais horrível do mundo. Como que uma bebida típica e tão largamente apreciada pelos argentinos poderia ser tão ruim assim? Eu não podia acreditar! Era extremamente amarga...
          Algum tempo depois, em fevereiro deste ano (2011), já estudando sobre bebidas, fui a Buenos Aires para estudar espanhol. É claro que não podia perder a oportunidade de experimentar um autêntico fernet-cola argentino, como se fosse eu mesmo um "porteño". Em uma festa, cheguei ao balcão e pedi "Un fernet-cola, por favor". E aí fiquei observando o barman prepará-lo na minha frente. É muito simples! Mas, antes de contar como ele fez, quero dizer que naquele dia acabei mudando de ideia em relação ao fernet-cola... Estava muito saboroso. Nada a ver com aquele que tomei na Ferrugem! Esse, que o barman de lá preparou, estava ótimo! E agora eu sei fazer com as mesmas medidas que ele usou...
           Como ele preparou?
          Pegue um copo grande como o da foto. Adicione umas pedras de gelo no fundo e derrame cerca de uma dose (50ml) de fernet por cima delas (o barman de lá realmente não usou medidor, foi no olho mesmo). Depois, complete o copo com Coca-Cola (Obs.: Já tentei fazer com Pepsi e não gostei. O barman usou Coca-Cola mesmo.) 
          Antes de voltar de Buenos Aires, comprei duas garrafas de fernet (Uma delas é a da foto) em uma loja da região. Porém, se você quiser comprar uma aqui em Porto Alegre, acho que você encontra nos hipermercados Bourbon. Outro detalhe é que você não precisa colocar o gelo. Eu não botei, pois está muito frio hoje, e a Coca-Cola já estava bem gelada. Além disso, o barman de lá colocou dois canudinhos na bebida. Eu sempre procurei fazer isso também, mas hoje resolvi fazer diferente. Em bar se põe canudinho, pois muita gente tem receio de beber no próprio copo. Mas, se você está em casa, e se quiser, não há problema nenhum em deixar de lado essa parte. Pelo contrário... Na Argentina, quando a bebida é feita em casa pelo povo, ninguém usa canudinhos; só em bares mesmo.
          Agora, um mistério continua... O que tinha de diferente na outra bebida que tomei na Ferrugem? Depois descobri. O segredo está na medida de fernet! Se você colocar muito fernet, o drinque vai ficar muito amargo. Então, você tem que regular com a Coca, que é levemente ácida (azeda). É a mesma coisa que acontece na caipirinha: você faz um balanço entre a bebida alcoólica (amargo) e o suco de limão (azedo). Quantas vezes você não foi num bar e te serviram uma caipirinha "horrorosa"? É a mesma coisa.
          Mas não é só isso, é claro. Outro detalhe é que quem não está acostumado com bebidas amargas, quando bebe uma, acha muito mais amargo e ruim do que a bebida merece. E o fernet puro é tão amargo quanto qualquer bitter - como o Campari ou o Underberg. Tem gente que toma puro tranquilamente, como o meu vô, que degusta Cmpari com Underberg numa boa e nem faz cara feia... Enfim, é uma questão de medida correta, porém, também uma questão de costume.

Nenhum comentário:

Postar um comentário