sexta-feira, 1 de julho de 2011

O Problema do Bafômetro

          Já que tenho postado bastante sobre meus drinques, nenhuma discussão é mais próxima do que sobre a "lei seca" que impera hoje no Brasil: Lei 11.705, que, em palavras simples, considera crime dirigir sob influência de qualquer concentração de álcool no sangue. Vou argumentar de forma literária...

          Digamos que eu esteja fora de casa e alguém me dá um bombom de presente. Olho para ele "humm! Que delícia! Vou comer." Aí eu como, num boa, e percebo logo que ele tem recheio. "Humm! Que delícia! De que é o recheio?" E a outra pessoa me diz: "LICOR DE CEREJA". Puuuuuuuuuutz!! E agora? Como que eu volto pra casa agora? Você dirige pra mim?

          Em outra situação, você é parado numa blitz. "Bahh! Que merda! Detesto blitz!" Aí o policial chega, mostra para você um bafômetro e diz: "Assopre aqui." Aí você lembra que há oito horas, em casa, você estava com o maior calor, pois é verão e tem um sol desgraçado, e você resolveu tomar uma latinha de cerveja bem geladinha para refrescar. Bom, fazem oito horas, você está se sentindo normalíssimo até, mas, E SE AQUELA CERVEJINHA DE OITO HORAS ATRÁS AINDA NÃO FOI METABOLIZADA COMPLETAMENTE? Aí você pensa, pensa... E o policial ali, te botando pressão... Se assoprar, pode até ir preso, se não soprar, paga uma multa altíssima, mas não é preso. Enfim, você não sopra. E se ferra igual. Será que você estava são? Será que não estava? Nunca saberia... Você não tem um bafômetro em casa para saber se já pode ou não pegar o carro. E você precisa do carro.

          Enfim, meus amigos, a minha situação agora é quase isso nesse momento. Bebi dois copos de fernet-cola (um deles é o da última postagem) e agora, passando-se cerca de quatro horas, quero sair com meus amigos e não sei se ainda tenho álcool no sangue... Será que vou de táxi e pago uma nota ou arrisco ir com o meu carro mesmo?

(Silêncio) Penso, penso...

E vocês, concordam com a severidade dessa lei?

Nenhum comentário:

Postar um comentário